<img height="1" width="1" style="display:none" src="https://www.facebook.com/tr?id=788090214588827&amp;ev=PageView&amp;noscript=1">

Alguns de nós crescemos em famílias em que as emoções são um tabu e mostrar as nossas fragilidades não é sequer permitido. Chorar é para pessoas fracas, a raiva é algo mal e a vulnerabilidade não pode ser mostrada. E crescemos assim, a construir grandes e firmes muros à nossa volta, que apesar de aparentemente nos protegerem das coisas menos boas que a vida muitas vezes nos impõe, também bloqueia a entrada de coisas mais positivas.

Felizmente, a nossa sociedade tem vindo a transformar-se e a forma como educamos os nossos filhos começa a ter uma atenção especial. Hoje em dia, já percebemos que é necessário e verdadeiramente importante prestarmos atenção às nossas emoções. O que são, como são, quando e por que motivo surgem e o que podemos fazer com elas.

E este novo “foco”, felizmente, já não passa somente pelas nossas famílias, mas também pelas empresas, que já reconhecem que é tão ou mais importante prestar atenção ao “coração” como à “cabeça”. Uma pessoa emocionalmente inteligente tem relações mais saudáveis e sabe lidar facilmente com o stress e a frustração. Logo, é uma pessoa mais feliz a trabalhar do que pessoas que têm uma inteligência emocional pouco desenvolvida.

Não tens a certeza do patamar em que estás?

Aqui tens 16 sinais de que tens um autoconhecimento impressionante.

  1. Consegues distinguir facilmente pensamentos de emoções

Sabes que os pensamentos são formados em expressões ou frases na tua mente (por exemplo, “eu não sou bom o suficiente”) e que as emoções provocam sensações no teu corpo (como desgosto, irritação, ansiedade, medo). E sabes que ambos, os pensamentos e as emoções, vêm e vão e que não precisas fazer nada com eles, além de os reconhecer com plena atenção e compaixão.

  1. Tens um forte vocabulário emocional

Sabes que existe mais do que uma descrição para as tuas experiências emocionais. Como "tristeza", por exemplo. Esta pode significar que estás desiludido, desesperado ou de luto. Percebes quando te sentes irritado ou deprimido ou quando simplesmente sentes um vazio. És capaz de distinguir todas estas emoções facilmente.

  1. Não tens medo do que sentes, nem mesmo quando é difícil

Crias espaço para receber e contemplar todas as tuas emoções, boas ou menos boas, em vez de as evitares ou fazeres de conta que estas não existem.

  1. Não tens medo das emoções dos outros

Permites que as pessoas à tua volta se expressem livremente, em vez de mudares de assunto ou arranjar uma desculpa para ires embora.

  1. Não “explodes”

Embora estejas ciente de que estás a sentir algo, reages intencionalmente e não instintivamente. Consegues parar e pensar calmamente antes de reagir.

backlit-bright-dawn-697243

  1. Crias empatia com os outros

Consegues facilmente colocar-te no lugar do outro e entender as suas emoções.

  1. Reconheces como o teu corpo reage às tuas emoções

Reconheces no teu corpo emoções como culpa, ansiedade, mágoa e tristeza.

  1. És capaz de dizer quando o teu companheiro, amigo ou membro da família está chateado sem que eles te digam

Interpretas facilmente a suas expressões e manifestações.

  1. Ajustas facilmente o teu comportamento consoante aquilo que observas

Já te chamaram de camaleão social ou te perguntaram como és capaz de relacionar-te tão bem com todos à tua volta? Isto é porque tu sabes o que é socialmente desejável e aceitável e o que não é.

 adult-blur-business-630839

  1. És um líder inato

Liderar projetos e pessoas é muito fácil para ti.

  1. Colocas frequentemente questões às pessoas

És genuinamente interessado nas vidas e histórias das pessoas à tua volta.

  1. Sabes quais são os teus valores

Conheces os teus valores e sabes claramente qual é o teu propósito de vida.

abstract-art-color-887349

  1. Sabes como é importante ouvir o coração

Nem sempre escolhes a opção "lógica", seja quando estás a escolher um par de sapatos ou o teu companheiro.

  1. Sabes cativar

Conversas facilmente com todos e cativas as pessoas à tua volta, seja em que tipo de evento for, conheças ou não quem está presente.

  1. Sabes gerir conflitos

Não evitas conflitos nem respondes de forma agressiva. Sabes gerir e lidar com situações conflituosas e difíceis.

  1. Não te desvias dos teus objetivos, independentemente dos obstáculos

Sabes quando deves recuar e quando deves avançar, mas nunca desistes dos teus objetivos, por muito difícil que pareça alcançá-los.

Identificas-te com o que leste? Ótimo!

Não és nada assim? Fica descansado. O seu autoconhecimento pode ser treinado, estimulado e aumentado!